Restituição do Imposto de Renda: como consultar?

Restituição do Imposto de Renda: como consultar?

Geralmente, quando chegam os meses de março e abril, todo mundo fica preocupado com o famoso Leão. Agora em 2023, o prazo para declaração foi esticado para o fim de maio. No entanto, após esse período, algumas pessoas podem ter acesso a um ótimo benefício, que é a restituição do Imposto de Renda.

Essa é uma compensação que ocorre quando o recolhimento dos impostos do ano-base foi maior que o correto. Quem se enquadra nesse caso tem o direito de receber o acerto de contas, o que acaba sendo uma vantagem, principalmente quando é um dinheiro não esperado.

Mas como saber se você tem direito à restituição do Imposto de Renda? Acompanhe este post e saiba mais!

O que é a restituição do Imposto de Renda?

Esse é o nome dado ao processo de devolução de uma parte paga dos impostos de uma pessoa contribuinte. Isso somente acontece nos casos em que o recolhimento foi acima do necessário para esse indivíduo, após a análise da declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF).

A Receita Federal faz o pagamento da restituição de forma mensal. Para isso, divulga um calendário com as datas de pagamento desses valores. No geral, costumam ser cinco os lotes oficiais e, se necessários, alguns lotes residuais.

Quem recebe a restituição do Imposto de Renda?

Todos aqueles que tiveram um recolhimento acima do necessário têm direito a receber. No entanto, pessoas que passaram pela malha fina, ou seja, que tiveram dados inconsistentes na declaração, e não corrigiram as informações corretamente, não recebem esses valores restituídos, mesmo se atenderem ao primeiro critério.

Para entender melhor se você tem ou não direito à restituição do Imposto de Renda, é necessário considerar alguns fatores. Para começar, o modelo de tributação – completa ou simplificada – e os gastos dedutíveis declarados influenciam consideravelmente. Valores relacionados a dependentes, aposentadoria privada, gastos médicos, entre outras despesas acumuladas no valor do imposto podem aumentar as deduções.

É por isso que analisar os gastos dedutíveis faz toda a diferença. Além disso, se constatado que você tem algum valor a ser restituído pela Receita Federal, é possível observar se há a possibilidade de antecipar a restituição.

Como consultar a restituição do Imposto de Renda?

A boa notícia é que o próprio programa em que é realizada a declaração do Imposto de Renda faz o cálculo.

Vale destacar também que os lotes da restituição começam a ser liberados apenas após o encerramento do período para envio da declaração. Passada essa etapa, você pode fazer a consulta no site da Receita Federal e tirar as suas dúvidas.

Como receber a restituição do Imposto de Renda?

Se, após a consulta, for constatado que você tem direito a receber restituição, não há nenhum processo a mais para realizar. Basta esperar a data do pagamento dos lotes ou, se necessário, avaliar se pode ou não pedir a antecipação.

No entanto, lembre-se de revisar todas as informações colocadas no momento da declaração. Isso porque o valor será depositado automaticamente na conta bancária informada. Existe, também, a possibilidade de fazer a indicação de uma chave Pix.

Diversos bancos podem ser indicados para receber o valor. O único critério é que a conta bancária informada tenha o contribuinte como titular. Por isso, é importante revisar os dados para que não haja nenhum problema para receber a restituição.

Caso o valor não caia na data prevista, mesmo com os dados da declaração do IRPF corretos e o direito à restituição, é necessário entrar em contato com a Central de Atendimento do Banco do Brasil para se informar sobre o que pode ter ocorrido e solicitar novamente o pagamento.

O que acontece se o saque da restituição do Imposto de Renda não ocorrer?

Outro ponto de observação é o tempo limite para sacar a restituição. Se o valor não for movimentado na conta do contribuinte no intervalo de um ano desde o depósito, o dinheiro volta para a Receita Federal.

Nesse caso, seria necessário fazer novamente a solicitação do pagamento da restituição. Isso pode ser realizado por meio de um formulário eletrônico presente no site da Receita, na seção “Pedido de Pagamento de Restituição”.

No entanto, lembre-se de que esse pedido só pode ser feito no prazo de cinco anos. Por isso, o melhor a se fazer é acompanhar as datas para não perder nenhuma oportunidade.

O que significa antecipar a restituição do Imposto de Renda?

A antecipação da restituição do Imposto de Renda é um tipo de empréstimo no valor que você tem a receber da Receita Federal. Assim, a instituição financeira do mercado de crédito que oferece essa modalidade empresta esse dinheiro e, após o recebimento dos lotes, você faz o pagamento com juros.

Para quem precisa de um dinheiro extra e está sem reserva de emergência, ou teve um imprevisto e está com o orçamento apertado, a antecipação da restituição do IRPF é uma boa opção.

Contudo, é necessário avaliar as taxas de juros e observar se não há outras alternativas de linhas de crédito com custo-benefício melhor.

Agora que você já sabe como funciona a restituição do Imposto de Renda, não se esqueça de manter todos os dados pessoais e bancários atualizados para não ter nenhum problema no recebimento. Além disso, se necessário, considere a possibilidade da antecipação, sempre fazendo um bom planejamento financeiro para manter a organização das finanças.

Gostou do post? Então, confira outros conteúdos sobre Imposto de Renda:

Principais mudanças na faixa de isenção do Imposto de Renda

Entenda o que acontece se não declarar Imposto de Renda

Imposto de Renda 2023: quais os prazos e mudanças?

Tire suas dúvidas sobre a declaração do Imposto de Renda

Fui vítima de golpe. E agora?

Cocred leva teatro a instituição de Guaíra e abre agência para visita de estudantes

Cocred promove palestras gratuitas durante a Global Money Week

Celular Seguro: conheça o aplicativo que permite informar roubo e furto do aparelho

Fui vítima de golpe. E agora?

Cocred leva teatro a instituição de Guaíra e abre agência para visita de estudantes

Cocred promove palestras gratuitas durante a Global Money Week

Celular Seguro: conheça o aplicativo que permite informar roubo e furto do aparelho

Assine e receba nossos conteúdos exclusivos.

Quer fazer parte de nossa cooperativa?

Então, preencha o formulário abaixo!

Cadastro enviado com sucesso! Em breve, nossa equipe entrará em contato