Fui vítima de golpe. E agora?

Fui vítima de golpe. E agora?

Mesmo com todos os cuidados que tomamos no dia a dia para evitar cair em golpes e fraudes, pode ser que, por algum deslize, nos deixemos levar pela conversa dos estelionatários. Cada vez mais, eles aprimoram as técnicas para enganar e convencer correntistas de instituições financeiras a pagar boletos falsos, transferir dinheiro via Pix para terem direito a supostos descontos que não existem, preencher cadastros para terem acessos a dados pessoais, entre muitos outros.

As tecnologias digitais, ao mesmo tempo em que facilitam a comunicação, oferecem uma infinidade de riscos para a nossa vida financeira. Por isso, todo o cuidado é pouco para não ser a próxima vítima.

Neste post, listamos algumas dicas para aumentar a sua segurança. Apresentamos, ainda, as principais providências a serem tomadas caso você perceba que foi fisgado pelos criminosos. Vamos lá?

Prevenção

Algumas precauções podem ser adotadas para evitar cair em ações fraudulentas. Uma dica fundamental é não acreditar em promessas de ganho fácil, com rendimentos muito acima de valores pagos pelo mercado.

Situações perigosas também podem ser contornadas seguindo essas recomendações:

Não clique em links enviados de endereços de e-mail ou de números de WhatsApp desconhecidos. Geralmente, essa artimanha é usada para se apropriar de dados dos usuários, que são usados posteriormente para falsificar documentos, fazer compras em nome das vítimas, entre outros.

Atenção a telefonemas que pedem senhas, digitação de códigos ou entrega de cartões. Instituições financeiras não solicitam esse tipo de informação por telefone. Em hipótese alguma, compartilhe dados confidenciais, como as senhas. Elas são individuais e intransferíveis.

Use dispositivos seguros. Para se conectar à internet, use equipamentos conhecidos, em que você confie, e que sejam equipados com antivírus. Caso acesse o site ou aplicativo de sua instituição financeira, confira os termos de privacidade, que informam aos usuários como as informações pessoais serão utilizadas.

Clicando aqui, você confere uma matéria sobre os principais tipos de golpes e fraudes aplicados atualmente e como se proteger.

E se eu for cair?

Se perceber que caiu em um golpe, algumas atitudes são imprescindíveis. Além de registrar um Boletim de Ocorrência, para que o caso fique documentado em órgão público, no caso a Polícia, deve-se entrar em contato, imediatamente, com o gerente de sua conta, para que ele adote todos os procedimentos necessários, como bloquear cartões ou observar se alguma movimentação ilícita é feita em sua conta.

Se for final de semana, quando não há expediente, a recomendação é ligar para a Central de Atendimento do seu banco, para que seja iniciado o atendimento da sua ocorrência. No Sicoob, o número da Central de Atendimento é o 0800-724-4420. É muito importante que você não deixe de fazer esse contato, para que as chances de recuperar valores sejam maiores. E, assim que possível, seu gerente deve ser informado, inclusive com o protocolo de atendimento telefônico, para que ele possa acompanhar o processo.

Se você tiver sido vítima de golpes envolvendo o Pix, o Banco Central disponibiliza o MED – Mecanismo Especial de Devolução. Clique aqui para saber como funciona.

Para se resguardar de golpes cometidos com o uso de celulares, é possível cadastrar seu aparelho no aplicativo Celular Seguro, lançado no final do ano passado pelo Governo Federal para que sejam informados casos de roubo, furto e perda dos dispositivos (Clique aqui para mais informações).

Este conteúdo foi útil? Então, compartilhe com seus amigos e familiares.

Para outras dicas, continue acompanhando nosso blog ou nossas redes sociais (FacebookInstagram e LinkedIn).

Semana ENEF: Cocred estende programação com palestras de educação financeira

Conta com a Cocred Jovem encerra 6ª turma com a capacitação de 145 estudantes

Proteção financeira: 7 dicas para preservar seu patrimônio

Enchentes no RS: cuidado com os golpes do PIX

Semana ENEF: Cocred estende programação com palestras de educação financeira

Conta com a Cocred Jovem encerra 6ª turma com a capacitação de 145 estudantes

Proteção financeira: 7 dicas para preservar seu patrimônio

Enchentes no RS: cuidado com os golpes do PIX

Assine e receba nossos conteúdos exclusivos.

Quer fazer parte de nossa cooperativa?

Então, preencha o formulário abaixo!

Cadastro enviado com sucesso! Em breve, nossa equipe entrará em contato